Alto! Ponto Final - Pontuação

Autor(s) Fernanda Cavacas

16.90 11.83 -30%

Consultar Condições

Editora: Clássica Editora
Ano: 2013
Nº Páginas: 307
Peso: 0.420 Kg
Dimensões: 145x230 mm
ISBN: 9789725613559
Categoria(s) Linguística
Disponibilidade: Em Stock
Adicionar ao Carrinho

A colecção Português, Língua Viva convida-o a enfrentar as dificuldades do uso da língua portuguesa. Os exemplos apresentados são da actualidade - da imprensa, da televisão, da literatura - e servem de base a respostas que veiculam a norma, embora ponderem eventuais desvios. Com a organização dos oito volumes, procurou-se corresponder a um interesse generalizado, mas possibilitar também uma consulta específica sobre determinada área.

Alto! Ponto Final - Pontuação é um manual prático que visa responder a perguntas tão diferentes como: Posso utilizar a vírgula entre o sujeito e o predicado? Será lícita a não utilização da pontuação pelos escritores? Que importância têm afinal os sinais de pontuação? E para que servem os sinais auxiliares da escrita e os sinais de ligação? O texto precisa ou não de pontuação? Que papel desempenham o emoticão e o smiley na modernidade comunicativa?

Partindo de uma reflexão que tem como ponto de partida a pontuação e o(s) seu(s) uso(s), sublinho o carácter expressivo desta arma ao serviço da língua, cuja evolução não pode nunca instalar o caos em nome da liberdade de expressão, nem justificar a ignorância do lugar certo de cada sinal e da sua respectiva família. Depois, da pontuação forte, modalizada ou não, passo aos dois pontos, ponto e vírgula e travessão, dedicando um capítulo inteiro a esse fraco mas influente sinal, a vírgula. Em seguida, analiso algumas das principais dificuldades de uso dos sinais auxiliares da escrita e dos sinais de ligação, procurando esclarecer dúvidas sobre as formas de destaque e a configuração gráfica do texto: técnicas e procedimentos de arranjo e de valorização do texto, basicamente parágrafos e alíneas e complementarmente espaços e margens. Finalmente, da pontuação imaginada passo à representação fonética, onde o emoticão e o smiley marcam presença na modernidade comunicativa. Incluo ainda uma reflexão sobre a mudança na escrita e na literatura que traduz uma forma nova de captar autor e leitor e de que José Luís Peixoto é um caso notório.