Crise da Bolsa que Mudou Portugal, A

15.90 11.13 -30%

Consultar Condições

Editora: Publicações Europa-América
Ano: 1988
Nº Páginas: 139
Peso: 0.130 Kg
Dimensões: 210x140x7 mm
ISBN: 5601072042339
Categoria(s) Economia
Disponibilidade: Em Stock
Adicionar ao Carrinho

Estão em discussão todas as noções que servem de base à vida, à sociedade e suas instituições, ao Estado e sua organização - sinal seguro de que está perdido o equilíbrio entre o homem e o seu ambiente e de que o existente não satisfaz as aspirações do nosso tempo. Há que moderar estas, ou reformar as instituições - possivelmente uma e outra coisa, para evitar a catástrofe e seguir caminho.
Quem assim falava era Salazar, no relatório que redigiu para acompanhar a Conta Geral do Estado relativa ao ano económico de 1934-1935.
O que assim o fazia falar era a crise despoletada a nível mundial pela quebra da Bolsa de Nova Iorque no Outono de 1929.
A preocupação de furtar o país à crise económica internacional, a desconfiança em relação a todos os modelos de acumulação e desenvolvimento económico e o receio de ver aumentado o protagonismo social do movimento operário, à semelhança do que acontecia em Espanha e no resto da Europa, levarão o futuro ditador, apoiado pelos sectores sociais dominantes, a optar pela autarcia económica e pelo totalitarismo político.
A Crise da Bolsa que Mudou Portugal é um livro importante e sugere uma reflexão a que a mais recente bolsista deu enorme actualidade.
O seu autor, Cândido de Azevedo, que já viu publicados alguns trabalhos, como o estudo Portugal-Europa, face ao Mercado Comum, é um estudioso da história e jornalista há longos anos, sendo actualmente um dos responsáveis pelo jornal 24 horas da RTP.