João de Castro Osório

12.00 8.40 -30%

Consultar Condições

Editora: Imprensa da Universidade Coimbra
Ano: 2012
Nº Páginas: 210
Peso: 0 Kg
Dimensões: mm
ISBN: 9789892601625
Categoria(s) Biografias , Literatura e Estudos Literários
Disponibilidade: Em Stock
Adicionar ao Carrinho

Com apenas dezanove anos, publica o Manifesto Nacionalista (1919), integra depois o Centro Sidónio Pais, fundando o Nacionalismo Lusitano em 1923 e chega a dirigir o jornal A Ditadura. Periódico do Fascismo Português. Em 1924, prefacia os discursos de Sidónio e chega a colaborar no golpe de 1926. Abandona nesta altura a actividade política, pendura a espada, mas continua a manejá-la, desta vez, através da pena, firmando, com a política, um compromisso estético. Este fascio reaparece, mais tarde, como escritor solicitado pelo SNI que lhe encomendava estudos sobre o pensamento político, história e literatura portuguesas. Em 1936, ano em que integra a Legião Portuguesa, redige a peça Trilogia de Édipo. Conhecidos os percursos biográficos, ideológico e estético do autor, ficaram abertos os caminhos para o entendimento desta obra. Há muito que Tirésias anunciava o advento deste Édipo, que o elevou até ao alto da escadaria, transformando-o no herói humano - em vez da "vítima" dos antigos -, iniciador do Novo Humanismo.