Tratado do Requinte

Autor(s) Malek Chebel

19.90 13.93 -30%

Consultar Condições

Editora: Publicações Europa-América
Ano: 2006
Nº Páginas: 368
Peso: 0.570 Kg
Dimensões: 230x155x27 mm
ISBN: 5601072580442
Categoria(s) História , Antropologia
Disponibilidade: Em Stock
Adicionar ao Carrinho

Geralmente pouco conhecidas, as inovações da civilização árabe no que toca à arte de bem viver são, no entanto, uma das mais belas ilustrações de uma cultura de forte personalidade. De facto, muito cedo, o requinte no Islão representou o ideal de um grupo social privilegiado cuja originalidade e talento iriam impregnar duradouramente a sociedade de corte em Bagdade no tempo do seu esplendor, em Córdova, no Magrebe ou no Egipto.
Esta sociedade brilhante entregou-se com igual alegria à filosofia, à moral, ao desporto, aos jogos, à gastronomia, ao ócio e à amizade feliz que não desdenha o vinho nem os prazeres proibidos.
Este Tratado foi concebido como uma exploração do requinte no universo árabe. Mas veremos que, depois de ter sido espelho de elegâncias e um emblema do bom gosto, onde se projectava uma sociedade ociosa, despreocupada e rica, esta arte delicada se iria transformar numa concha vazia, maneirista, afectada.
Antropólogo e psicanalista de formação, Malek Chebel revela-se aqui um verdadeiro historiador das mentalidades do mundo árabe e do Islão. Devemos-lhe uma dezena de obras sobre a matéria, assunto em que tem vindo a tornar-se especialista.